Cachorro toma anti congelante e é salvo ao tomar vodka

Na Austrália, um cão da raça staffordshire se intoxicou com fluídos tóxicos. Segundo a "CNN", o cachorro ingeriu anticongelante que saía do radiador do veículo. 

Após o ocorrido, o cachorro, que chama Cleo, começou a passar mal e a rejeitar comida, e logo surgiu a suspeita de que o fluído automotivo estava prejudicando os rins do animal.



A dona de Cleo, Stacey Zammit, levou ele ao veterinário Scott Hall. Após examinar o cão, a suspeita se comprovava, e os rins dele poderiam parar a qualquer momento. 

Levou apenas 30 minutos para Cleo começar a passar mal. "É um cachorro de apenas três quilos. Então não demorou muito tempo para o fluído se tornar venenoso", disse Hall.

vodka

O veterinário decidiu então utilizar uma garrafa de vodka (Smirnoff 21, que possui 37,5% de álcool) que estava no carro de uma funcionária da clínica. 

Para tratar a insuficiência renal, foi aplicado pelo nariz mais de um terço da garrafa (250 ml). O álcool tem a capacidade de inibir os efeitos químicos no fígado que causa insuficiência renal.

Para quem se espantou, não é a primeira vez que um cão que foi tratado com vodka virou notícia, veja o vídeo:



Leia também: